Vick Souza a gladiadora do Brasil
Foto: Marcio Valle - 1º Round

Vick Souza a gladiadora do Brasil

A atleta Vick Souza treina no Brasil e luta no MMA nacional. Natural de Florianópolis em Santa Catarina, com 23 anos, a atleta já conta com um Sherdog internacional, porque tem cinco vitórias e mantém a invencibilidade na carreira. A catarinense conta como tudo começou:

“Na verdade, a minha carreira dentro do MMA começa a ser construída durante a pandemia. Fiz a primeira luta profissional no dia 14 de março de 2020 e no dia 17 já começaram as primeiras medidas de isolamento. De lá pra cá fiz mais quatro lutas, todas no Gladiator Combat Fight, evento que seguiu os protocolos sanitários e com isso pude mostrar o meu trabalho. Sempre serei grata à organização do Gladiator. Esses dois últimos anos, 2020 e 2021 serão sempre lembrados por mim com dois sentimentos: um de profunda tristeza pelas tragédias, onde eu tive uma perda familiar; e outro de resiliência, por conseguir dar o passo inicial do meu grande sonho dentro de um cenário totalmente adverso. Acredito que o meu diferencial neste período caótico e inédito na história mundial foi de nunca ter parado de treinar, mesmo que sozinha. Em muitas ocasiões eu treinei a portas fechadas, tanto as Artes Marciais quanto a preparação física. Eu era a chata que ficava incomodando para me emprestarem as chaves das academias. Além disso, treinava no meu condomínio, no quintal da minha avó, na obra que meu pai está construindo”.

Treinando na equipe Ataque Duplo, Vick Souza comenta e apresenta o seu treinamento:

“A minha equipe é a Ataque Duplo, cujo o meu Head Coach é o Mestre Ricardo Bortoluzzi. Porém, treino Boxe duas vezes por semana na Nobre Arte, com o professor Marcus Luz, Kickboxing e Muay Thai também duas vezes por semana, com o professor Gabriel Schlupp, e faço Sparring de Boxe, Muay Thai e MMA no sábado na Astra Fight Team, equipe do Mestre Marcelo Brigadeiro, em Balneário Camboriú, onde pretendo treinar Wrestling também.  Minha preparação física é feita na academia HB Strong, com o professor Felipe Francisco. Já vou aproveitar e citar mais três profissionais muito importantes no meu trabalho: o Nutricionista Gabriel Klauberg, o Coach Mental Ragnar e o Massoterapeuta Eduardo Coutinho Pereira”.

Além do MMA, Vick Souza mantém seu trabalho de contabilidade e garante que já tem benefício para seu MMA:

“Eu trabalho na Excon, escritório de contabilidade do meu pai. Trabalho desde os 16 anos e me formei em Ciências Contábeis no ano passado. Até pouco tempo o meu pai não queria que eu lutasse e nem ao menos treinasse, pois tinha medo de ver a filha machucada e porque queria que eu me dedicasse totalmente à profissão de contadora e ao escritório. Hoje em dia ele apoia e fica todo orgulhoso!”

A atleta teve em 2021 um treino diferente. Em Minas Gerais, Vick treinou com Amanda Ribas do UFC:

“É uma atleta de altíssimo nível e que está entre as melhores do mundo. Além disso, o Mestre Marcelo Ribas tem um enorme conhecimento e me recebeu com muito carinho. Fui muito bem recebida e fiz muitos amigos lá em Varginha. Gratidão define”.

A próxima luta ainda é indefinida, mas o treinamento permanece duro para quando rolar:“Meu foco neste momento é treinar muito e melhorar cada vez mais o meu jogo. Neste momento estou deixando as lutas nas mãos do meu empresário e esperando o que ele conseguirá pra mim. Acredito muito no seu trabalho”.

Fechar Menu